O que você precisa saber sobre benfeitorias no imóvel alugado
2 min
Criado por Monique Tartas em 15/09/2020 17:13
Atualizado por Monique Tartas em 21/09/2020 09:53

 

Nem só de reparos um imóvel pode ser feito. Benfeitorias são sempre bem-vindas para valorizá-lo e melhorar ainda mais a experiência do inquilino.

Apenas fique atento, pois mesmo com as melhores intenções uma benfeitoria só pode ser realizada com o consentimento do dono do imóvel. Sempre que partir do inquilino, a proposta deve ser levada à imobiliária para que ambas as partes possam negociar.

Outro detalhe é que nem todas as benfeitorias são iguais. Aqui na Bortolini nós segmentamos em três categorias:

 

  1. Benfeitorias Úteis: aquelas que não são necessárias, mas proporcionam mais conforto e facilidade para o dia-a-dia. Entre os exemplos mais comuns está a instalação de ar condicionado, instalação de box no banheiro, redes de proteção para janelas, envidraçamento de sacada, etc.
  2. Benfeitorias Necessárias: não são urgentes, mas servem para manter a conservação do imóvel e para que a sua estrutura não corra o risco de ser comprometida futuramente. Entre os exemplos estão reforços na parte elétrica e hidráulica, substituição de vigas no telhado, etc.

  3. Benfeitorias Voluptuárias: são obras realizadas com a única intenção de embelezar o imóvel. Além de precisarem da autorização do proprietário, elas só poderão ser feitas se não prejudicarem a estrutura do imóvel e se forem facilmente desfeitas ao final da locação. Ocorre muito, por exemplo, em imóveis comerciais, onde o locatário precisa alterar a fachada, incluir placas, outdoors, etc.